Alimentos veganos: um estudo com consumidores da região de Canoinhas-SC

Luiz Paulo de Lima, Karine Marcondes da Cunha, Liliane Matsuzawa, Bárbara Thiem, Emanuele Ennes, Ana Maria Gondim

Resumo


O número de consumidores adeptos a dietas veganas e, ou vegetarianas tem aumentado continuamente nos últimos anos. Em certa medida, fenômeno semelhante tem acontecido com relação à oferta destes produtos nos mercados. Contudo, ainda são escassas as pesquisas sobre o comportamento de consumidores brasileiros frente a produtos alimentícios veganos. Dessa forma, este artigo objetivou: mensurar o prêmio cobrado por produtos alimentícios processados de origem vegana, em supermercados da região de Canoinhas-SC, e realizar uma pesquisa de opinião sobre veganismo, com consumidores da região. Para tal, foram realizadas pesquisas de preço em supermercados, além de pesquisa de opinião com 137 consumidores. Grande parte dos produtos alimentícios processados de origem vegana apresentaram preço médio similar aos convencionais, não veganos (prêmio < 8,0%). O percentual de consumidores veganos na região ainda é baixo (5,8%). Entre os consumidores não-veganos, 24,8% indicaram estar dispostos a aderir a uma dieta vegana ou diminuir o consumo de alimentos de origem animal, sendo as mulheres mais propensas a aderir a esta dieta. Entre os demais consumidores não-veganos, 63,9% indicaram não ter interesse em deixar de consumir alimentos de origem animal. Faixa etária, nível de escolaridade e renda per capita não influenciaram esta decisão. Os resultados desta pesquisa contribuem com informações sobre o mercado consumidor vegano.


Palavras-chave


Pesquisa de mercado; Sustentabilidade; Veganismo.



DOI: 10.3895/rbta.v16n1.14676

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr