Conhecimento especializado de futuros professores da educação infantil e dos anos iniciais quanto às dificuldades de aprendizagem de alunos cegos e videntes sobre paralelismo

Silvania Couto, Miguel Ribeiro

Resumo


O presente texto traz a análise das produções resultantes da dinamização de uma tarefa que simulava um ambiente inclusivo, discutindo-se o conhecimento revelado por futuros professores da Educação Infantil e dos Anos Iniciais sobre as dificuldades de aprendizagem de alunos cegos e videntes sobre paralelismo. Esse conhecimento do professor é entendido na perspectiva do Mathematics Teachers’ Specialized Knowledge, que o conceitualiza como especializado e refere-se a ele como um recurso indispensável à prática docente. Os resultados demonstram que o conhecimento dos futuros professores abrange saber que a habilidade da apreensão operatória mereológica é um recurso potencial para a aprendizagem do paralelismo, tanto para alunos cegos quanto para os videntes, e que identificar paralelismo não implica em saber representá-lo.

Palavras-chave


Conhecimento especializado; Dificuldades de aprendizagem; Paralelismo. Aluno cego

Texto completo:

PDFA


DOI: 10.3895/actio.v4n3.10544

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 ACTIO: Docência em Ciências

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

A ACTIO adota licenciamento  Creative Commons do tipo CC-BY 4.0

Redes Sociais:

facebook                             


                   


ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr