Ambientalização curricular na educação superior: características e tendências de dissertações e teses brasileiras (1987-2009)

Juliana Rink, Jorge Megid Neto

Resumo


Esta pesquisa integrou um projeto interinstitucional de identificação, análise e avaliação das dissertações e teses brasileiras em Educação Ambiental, defendidas no período 1987-2009 (Projeto EArte), e buscou responder ao seguinte problema de investigação: que concepções e práticas de ambientalização curricular podem ser observadas nas dissertações e teses em EA voltadas para formação de professores e profissionais educadores ambientais? Teve por objetivo analisar os processos de ambientalização curricular propostos e/ou estudados por essa parcela da produção acadêmica nacional. O levantamento de documentos foi realizado junto ao Banco de Teses do Projeto EArte, cujos dados foram obtidos a partir do Banco de Teses da Capes e outras fontes de informação da produção científica brasileira. Identificamos 85 dissertações e teses com respeito à temática desta pesquisa, de um universo de 2.151 trabalhos de pesquisa em EA produzidos no âmbito da pós-graduação brasileira até 2009. Além de um panorama geral da produção (ano de defesa, instituições produtoras, grau de titulação acadêmica entre outros aspectos), os documentos foram analisados em relação aos seguintes descritores de caráter curricular-ambiental: modalidade do curso de licenciatura; área curricular, tipo de estudo; concepção de educação ambiental; e concepção de currículo. Dentre os resultados obtidos, destacamos que os trabalhos abrangem, predominantemente, as licenciaturas em Ciências Biológicas e Pedagogia; a maior parte desenvolveu diagnóstico curricular de cursos e/ou de disciplinas específicas, sendo que poucas pesquisas implementam e avaliam propostas de ambientalização curricular; a maioria dos processos de ambientalização investigados pelos trabalhos traz perspectivas não críticas de EA, ligadas às tendências conservacionista e pragmática; há presença incipiente da perspectiva de EA crítica no conjunto de documentos, ainda que de modo prognóstico e teórico. O estudo indicou, também, a persistência do debate em relação à disciplinarização da temática ambiental na formação inicial de professores e educadores ambientais e apontou para diversos condicionantes institucionais que favorecem processos de ambientalização curricular restritos e pontuais.


Palavras-chave


Ambientalização Curricular; Pesquisa Educacional; Educação Superior; Educação Ambiental

Texto completo:

PDFA


DOI: 10.3895/actio.v5n2.12293

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 ACTIO: Docência em Ciências

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

A ACTIO adota licenciamento  Creative Commons do tipo CC-BY 4.0

Redes Sociais:

facebook                             


                   


ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr