O conceito de ecossistema como delimitação espaçotemporal nas pesquisas em educação ambiental: implicações para o ensino de ciências/biologia

Danilo Seithi Kato, Clarice Sumi Kawasaki, Luiz Marcelo de Carvalho

Resumo


O presente artigo origina-se de uma tese de doutoramento que teve como objetivo investigar o conceito de ecossistema presente em teses e dissertações em Educação Ambiental (EA), explorando os seus vários sentidos e significados, presentes em seu campo de origem - a Ecologia, e em suas ressignificações a partir e para além dele. Essa pesquisa, que se insere na perspectiva das investigações na linha do estado da arte da produção de conhecimento em uma dada área, analisou teses e dissertações em EA produzidas no Brasil, no período de 1980 a 2009.   A partir da caracterização dessas pesquisas, procurou-se, inicialmente, identificar os principais indicadores resultantes das análises, na tentativa de explorar significados e sentidos sobre o conceito de ecossistema. Para este artigo, em particular, temos como objetivo a discussão dos possíveis significados e sentidos que temos construído sobre aspectos da delimitação espaçotemporal de um ecossistema, e suas implicações para o ensino de ciências/biologia. Os procedimentos metodológicos estão fundamentados na perspectiva da análise dialógica do discurso e inseridos no contexto da pesquisa qualitativa em educação. Os resultados mostraram sentidos divergentes e que são compreendidos a partir de perspectivas diversas sobre conceito de ecossistema, mesmo que estes não sejam enunciados diretamente. Assim, o resultado das análises evidencia esforços de aproximação com os significados originalmente empregados na Ecologia, em um sentido de validação do conhecimento científico produzido e trazendo, de forma mais tímida, elementos políticos e sociais que envolvem as questões ambientais. A partir dos dados analisados neste artigo, destacamos os possíveis desdobramentos, dos significados e sentidos apreendidos, para o discurso de ensino de conteúdos escolares da Ecologia em interface com as questões ambientais, no ensino das Ciências da Natureza.  Esses significados possibilitam pensar a tendência das pesquisas em buscar a superação de sentidos contraditórios e dicotômicos encontrados nas pesquisas em EA, tais como, aqueles relacionados à: desenvolvimento sustentável ou sustentabilidade; equilíbrio ou harmonia; ser humano, cultura ou natureza, como possíveis posicionamentos ideológicos, e que são compreendidos a partir do conceito de ecossistema, mesmo que não sejam enunciados diretamente.


Palavras-chave


Educação Ambiental; Construção de Sentido; Ensino; Ecologia

Texto completo:

PDFA


DOI: 10.3895/actio.v5n2.12291

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 ACTIO: Docência em Ciências

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

A ACTIO adota licenciamento  Creative Commons do tipo CC-BY 4.0

Redes Sociais:

facebook                             


                   


ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr