A ética ambiental na produção teórica em dissertações e teses sobre educação ambiental no Brasil

Heluane Aparecida Lemos De Souza, Rosa Maria Feiteiro Cavalari

Resumo


A crise ambiental tem sido relacionada, dentre outros fatores, a uma crise de valores. A ética ambiental surge, então, com a tentativa de compreensão da relação entre os seres humanos e os demais elementos da natureza, e que valores permeiam as diferentes relações estabelecidas. Sua formulação, no entanto, se apresenta como um problema epistemológico, dado que o campo da Ética possui especificidades. No campo teórico, as discussões a respeito da relação ética entre sociedade e natureza são possíveis a partir de diferentes perspectivas e referenciais. Neste trabalho, aprofundamos nossas discussões a partir das reflexões de Luc Ferry (1994) e Hans Jonas (2006). Afirmamos que a possibilidade de ampliação da esfera moral, incluindo a natureza não humana, implica para a Educação e, particularmente, para a Educação Ambiental, a necessidade de discutir os valores que a norteiam, dado que passa a objetivar não apenas relações mais equilibradas e justas entre os homens, mas entre o homem e a natureza não humana. O presente artigo1, elaborado a partir de pesquisa de mestrado que se insere no âmbito do Projeto EArte, tem como objetivo compreender as abordagens ao tema ética ambiental pelas teses e dissertações brasileiras em Educação Ambiental, bem como caracterizar os contextos de produção das pesquisas acadêmicas em Educação Ambiental que façam referência à ética ambiental. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, que se insere no âmbito de um projeto interinstitucional do tipo estado da arte. Seu corpus documental é composto por dezessete trabalhos de pesquisa em Educação Ambiental que abordam o tema da relação ética entre sociedade e natureza, e as análises foram realizadas a partir da análise de conteúdo tal como proposta por Bardin (2009). Dentre os resultados, no que se refere aos contextos de produção das pesquisas, em síntese, pode-se afirmar que há oscilação da regularidade da produção quanto ao ano de defesa; as pesquisas de Mestrado representam 82% do total analisado; há grande diversidade das Instituições de Ensino Superior e dos Programas de Pós-Graduação aos quais estão vinculadas as pesquisas, com certa predominância da produção nos Programas de Pós-Graduação em Direito e Educação; verifica-se equilíbrio entre a produção em instituições públicas e instituições privadas; há predominância do eixo Sul-Sudeste como locus da produção. Em relação às compreensões que estão sendo construídas a respeito da relação ética entre sociedade e natureza nas pesquisas em Educação Ambiental, foram identificadas oito diferentes perspectivas, a saber: Perspectiva Biocêntrica, Ética da Responsabilidade, Bioética, Neoliberal, Ecossocialista, Ecologia e Espiritualidade, Ética Ambiental Católica, Ética Ambiental/Ecológica. Compreendemos que as discussões que vêm sendo empreendidas sobre a relação ética entre ser humano e natureza não humana devem ocorrer dentro do campo da Ética, buscando refletir sobre seus fundamentos como propõe o filósofo Hans Jonas.

Palavras-chave


Ética; Ética Ambiental; Dissertações e Teses; Educação Ambiental

Texto completo:

PDFA


DOI: 10.3895/actio.v5n2.12188

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 ACTIO: Docência em Ciências

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

A ACTIO adota licenciamento  Creative Commons do tipo CC-BY 4.0

Redes Sociais:

facebook                             


                   


ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr