Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista ACTIO: Docência em Ciências?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

CONDIÇÕES GERAIS

A ACTIO: Docência em Ciências prioriza a divulgação de trabalhos originais, inéditos resultantes de pesquisa empírica de caráter acadêmico-científico, envolvendo reflexões acerca do ensino de Ciências nas áreas do conhecimento de Biologia, Física, Matemática, Química ou Ciências sobre os diferentes níveis de escolarização e que apresentem contribuição significativa para a área de Ensino de Ciências.

Para a conceituação, utilizam-se os critérios LILACs:

<http://metodologia.lilacs.bvsalud.org/php/level.php?lang=pt&component=74&item=21>

a) Artigo original (contribuição destinada a divulgar resultados de pesquisa original e inédita, que possam ser replicados e/ou generalizados. São também considerados artigos originais as formulações discursivas de efeito teorizante e as pesquisas de metodologia qualitativa, de modo geral). Eles incluem hipóteses, estudo de base, métodos, resultados, interpretação dos resultados e uma discussão de possíveis implicações.

b) Artigo de aprofundamento teórico (contribuição que utiliza método de pesquisa que apresenta a síntese de múltiplos estudos publicados e possibilita conclusões gerais a respeito de uma particular área de estudo, realizado de maneira sistemática e ordenada, favorecendo o aprofundamento do conhecimento do tema investigado);

c) Artigo de reflexão ou de análise de aspectos filosóficos, éticos ou sociais;

d) Estudos de natureza qualitativa que abordem temáticas pertinentes à pesquisa científica.

Nos trabalhos empíricos, é necessário que o estudo tenha sido concluído quando da submissão do manuscrito.

Os trabalhos originais compõem, no mínimo, 60% (sessenta porcento) dos artigos de cada número.

O limite máximo para artigos de autores do PPGFCET - UTFPR-Curitiba é de 20% (vinte porcento).

Os manuscritos podem ter se originado de trabalhos acadêmicos (dissertações, teses, livros e capítulos de livros), bem como trabalhos apresentados em congressos científicos, mas o texto nunca ser (total ou parcialmente) igual a esses. No caso de trabalhos apresentados em congressos, é preciso que o texto submetido seja claramente uma expansão do trabalho inicial. Qualquer submissão identificada como publicada anteriormente em outro meio ou cujo texto corresponder ao de trabalho apresentado em congresso científico – isto é, que possa ser caracterizada como autoplágio – não será encaminhada para avaliação.

O limite máximo para situações de textos utilizados em outras publicações (autoplágio) é de 20% (vinte por cento).

Caso o artigo seja resultado de estudos de experimentação que envolva humanos, deve-se apresentar parecer do Comitê de Ética reconhecido pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS) por meio da Plataforma Brasil. Ou atender às adequações da norma vigente. Artigos de autores estrangeiros devem seguir as normas éticas do seu país de origem.

  • A ACTIO NÃO aceita relatos de sala de aula para socialização de experiências desenvolvidas.
  • A partir de 20/06/2022, a ACTIO aceitará artigos que se caracterizem como “Estado da Arte” ou “Estado do Conhecimento”, tal como explicitado em: ROMANOWSKI, Joana Paulin; ENS, Romilda Teodora. As pesquisas denominadas do tipo “Estado da Arte” em educação. Diálogo Educ., Curitiba, v. 6, n.19, p.37-50, set./dez. 2006. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/1891/189116275004.pdf

  • Os textos submetidos categorizados como: Pesquisa bibliográfica; Levantamento bibliográfico; Revisão integrativa de literatura; Revisão sistemática; e similares, NÃO SERÃO ACEITOS como artigo a serem analisados pela ACTIO.


AUTORES

I) Exige-se, para a submissão, que, pelo menos, um dos autores tenha o título de doutor.

II) Todos os autores do manuscrito devem ser nomeados e vinculados ao artigo exclusivamente no campo indicado no sistema de submissão, sendo obrigatório informar ORCID, bem como resumo da biografia, endereço postal, telefone e filiação institucional, conforme padrão da ACTIO, ainda que o sistema de submissão não apresente o sinal de obrigatoriedade. https://periodicos.utfpr.edu.br/actio/user/register

III) No processo de submissão será necessário indicar o número ORCID de cada um dos autores. Acesse um tutorial para cadastro no ORCID.

  >> Inserir o endereço do ORCID no formato http:// Não usar https.

IV) Os autores devem identificar suas contribuições aos artigos publicados através de uma descrição precisa e detalhada das tarefas desempenhadas por autor. Anexar arquivo suplementar assinado por todos os autores. (Modelo de Carta).

A contribuição dos autores é indicada de acordo com CRediT (Contributor Roles Taxonomy). Mais informações sobre o CRediT estão em https://credit.niso.org/ .

Cada autor deve identificar as tarefas nas quais participou e pode ter contribuído em diversas funções:

  1. Ideias de Conceituação: Formulação ou evolução de metas e objetivos abrangentes de pesquisa.

  2. Curadoria de dados: Atividades de gerenciamento para anotar (produzir metadados), limpar dados e manter dados de pesquisa (incluindo código de software quando necessário para interpretar os próprios dados) para uso inicial e posterior reutilização.

  3. Análise Formal: Técnicas estatísticas, matemáticas, computacionais ou outras técnicas formais são aplicadas para analisar ou sintetizar os dados do estudo.

  4. Aquisição de financiamento: Aquisição de apoio financeiro ao projeto que deu origem a esta publicação.

  5. Investigação: Realização de um processo de pesquisa e investigação, especificamente realizando experimentos ou coleta de dados/evidências.

  6. Metodologia: Desenvolver ou projetar metodologia; criando modelos.

  7. Administração do projeto: Responsável por dirigir e coordenar o planejamento e execução da atividade de pesquisa.

  8. Recursos: Fornecimento de materiais de estudo, reagentes, pacientes, amostras laboratoriais, animais, instrumentação, recursos computacionais ou outras ferramentas analíticas.

  9. Programação de software: desenvolvimento de software; concepção de programas de computador; implementação de código de computador e algoritmos de suporte; teste de componentes de código existentes.

  10. Supervisão: Supervisão e responsabilidade de liderança pelo planejamento e execução da atividade de pesquisa, incluindo orientação externa à equipe principal.

  11. Validação: Verificação, como parte da atividade ou separadamente, da replicação/reprodutibilidade global dos resultados/experiências e outros produtos de investigação.

  12. Visualização: Preparação, criação e apresentação de trabalhos publicados, incluindo visualização/apresentação de dados.

  13. Redação - rascunho original: Preparação, criação e apresentação do trabalho publicado, nomeadamente redação original (incluindo tradução substantiva).

  14. Redação - revisão e edição: Preparação, criação e apresentação do trabalho publicado pelos membros do grupo de pesquisa original, especificamente revisão crítica, comentário ou revisão - incluindo etapas pré ou pós-publicação.

V) Conceitos e opiniões expressas no manuscrito, assim como a exatidão, veracidade e a procedência das citações, são de responsabilidade exclusiva dos autores.

VI) Os autores devem indicar se a pesquisa é financiada e se há conflitos de interesses.


ARTIGO

I) Deve-se utilizar o MODELO para Formatação dos Artigos a serem submetidos à ACTIO (salve-o com extensão docx ou odt). Não altere fontes, espaçamento ou quaisquer outros parâmetros. Utilize os estilos de formatação constantes no modelo.

II) O manuscrito deverá seguir as normas recentes da American Psychological Association (APA).

III) Os artigos poderão ser submetidos em uma versão inicial em português ou inglês ou espanhol ou francês. O título, resumo e palavras-chave/palavras-chave deverão ser sempre apresentados em português e inglês. Após a decisão de aceitação para publicação na ACTIO, os artigos submetidos em português, espanhol ou francês, deverão ser traduzidos para o inglês, nível A, pelos autores. É responsabilidade dos autores garantir a tradução juramentada e submeter a versão traduzida no prazo estipulado pela revista.

IV) Em caso de aprovação, o manuscrito deverá ser submetido à revisão de linguagem e normalização bibliográfica, cuja responsabilidade será exclusivamente dos autores.

V) Os editores não recomendam publicações com mais de três autores. Caso isso ocorra deverá ser apresentada, em documento à parte, uma justificativa e esclarecida a contribuição de cada um dos autores no trabalho desenvolvido.

VI) Verifique a possibilidade de incluir na submissão, ao menos, duas citações de artigos já publicados na ACTIO.

VII) O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

VIII) A ACTIO: Docência em Ciências adota licenciamento aberto com licença Creative Commons do tipo CC-BY 4.0, por isso não há custos para submissão e publicação dos artigos.

IX) É desejável que os autores façam a indicação de, ao menos, quatro avaliadores e seus respectivos endereços eletrônicos, por meio da plataforma da ACTIO, em comunicação com o editor.

X) A ACTIO: Docência em Ciências reserva-se o direito de não publicar mais de um artigo de um mesmo autor e/ou coautor por edição (volume).

XI) Para maior divulgação do artigo, serão realizadas publicações nas redes sociais. Para isso, ao ser aprovado, solicitaremos fotos dos autores bem como pequenos textos, com até 400 caracteres cada um, sobre o artigo. Bem como uma brevíssima apresentação do(s) autor(es).


FORMATAÇÃO DO MANUSCRITO

 I) O artigo deve conter de 15 a 22 páginas, incluindo as referências e anexos, invariavelmente.

II) Elementos estruturais:

RESUMO

O Resumo deve ter de 150 a 250 palavras e até 5 (cinco) palavras-chaves, separadas por ponto e vírgula.

TÍTULO

O título, em português e inglês, espanhol ou francês tem no máximo 15 palavras, incluindo espaços, e não contém abreviaturas, siglas, siglas ou a localização geográfica da pesquisa.

RESUMO

O resumo é redigido em portuguêsinglês (abstract), ou espanhol (resumen) inglês (abstract), ou francês (résumé) inglês (abstract), com no máximo 250 palavras.

PALAVRAS –CHAVE

As palavras-chave deverão ser no máximo cinco, escritas em português (descritores) e inglês (descritores), ou espanhol (descritores) inglês (descritores), ou francês (descripteurs) inglês (descritores), separadas por ponto e vírgula (";"), e utilizando, sempre que possível, descritores padrão das diferentes áreas de conhecimento. Na área de Educação e Ensino deve-se utilizar o Thesaurus Brasileiro da Educação (Brased)

https://www.gov.br/inep/pt-br/centrais-de-conteudo/acervo-linha-editorial/publicacoes-institucionais/gestao-do-conhecimento-e-estudos-educacionais/matriz-conceitual-atualizada-e-revista-do-thesaurus-brasileiro-da-educacao-brased

TEXTO

O texto completo do artigo tem no máximo 22 páginas (incluindo referências bibliográficas, tabelas, quadros, gráficos e figuras), não apresenta bold, sublinhado, fundo colorido ou notas de rodapé, respeita a grafia do acordo ortográfico e não apresenta erros semânticos ou morfológicos. Os pontos separam os dados estatísticos no caso do inglês e por vírgulas no caso do português. O texto está formatado em Microsoft Word ou LibreOffice Writer (desde que não ultrapasse 2MB), fonte Calibri tamanho 11 pts, cor preta, com entrelinhas simples (1,0) e espaçamento de 6pts depois, avanço de 0,7cm na primeira linha de cada parágrafo. A página tem formato A4, em coluna única, sem justificativa, com margens de 5,0 cm a esquerda e zero a direita.

TABELAS E FIGURAS

A descrição dos dados/resultados é clara em tabelas e figuras, precedidas da respectiva tabela/figura. As tabelas e figuras apresentam são numeradas com algarismos arábicos em fonte calibri 11 bold (espaçamento 12pts antes e 6 pts depois) em seguida, logo abaixo, o título em fonte calibri 11, itálico (espaçamento 6pts depois). Abaixo da tabela/figura é indicada a origem em fonte calibri 9, bold (espaçamento 12pts antes e 6 pts depois).

As tabelas têm largura de 15,5 cm, são organizadas em linhas e colunas, análogas aos eixos cartesianos, definindo células, onde são expostos os dados. Usualmente, são utilizadas para apresentar valores numéricos. Evitar tabelas longas que se estendam por mais de uma página. Uma tabela deve ser um elemento simples e compreensível para o leitor. O seu intuito é facilitar a exposição e comparação de informações. Evitar o uso de expressões como: “figura abaixo”, ou “tabela acima”, por exemplo. Empregar sempre a numeração correspondente do elemento referenciado: Figura 1, Tabela 1.

As figuras (fotos, desenhos, gravuras, imagens e mapas) devem ter resolução de 600px, dimensões de largura entre 7,5 até 15,5 cm, no formato JPG ou PNG, incorporadas ao manuscrito. Todas as ilustrações devem ter a autorização do autor no caso de serem de terceiros. Todas as imagens devem ser devidamente numeradas e acompanhadas de legendas e indicação de fonte e ano de geração.

REFERÊNCIAS

Os autores declaram respeitar integralmente as regras de citação e formatação da American Psychological Association (APA) (2020, 7ª edição). As referências bibliográficas (máximo 25) são representativas da evidência científica produzida e indexada nos últimos cinco anos (80%) ou há mais de seis anos (20%).

As referências devem ser apresentadas em ordem alfabética, fonte Calibri, tamanho 11, alinhamento a esquerda, o espaçamento entre as linhas é simples (1,0), são separadas por 12pt depois e deslocamento na segunda linha de 0,75cm.

Recomenda-se que as referências sejam de trabalhos escritos em língua inglesa. Em caso de publicação bilíngue, usar a referência em inglês.

Preferencialmente, a escolha de bibliografia seja em primeiro lugar por artigos científicos ao invés de capítulos de livros, dissertações e teses. Se, entretanto, optar por inserir livros, que se trate da seleção de alguns capítulos e não de obra completa

 

III) Diretrizes sobre conflito de interesses: A ACTIO: docências em Ciências, visando garantir a sua confiabilidade para editores, autores, avaliadores e leitores, adota um Código de Boas Práticas. O código tem por base o Manual de Boas Práticas da ANPAD (ANPAD, 2017), o Manual de Práticas do Committee on Publication Ethics (COPE), o Diretório de Revistas de Acesso Aberto-DOAJ, a Associação de Editores Acadêmicos de Acesso Aberto-OASPA.

IV) Citações curtas são aquelas que ocupam menos de 40 palavras de texto do relatório. Este tipo de citação deve ser apresentado entre aspas duplas (“...”), inserida no próprio texto, ou seja, na continuidade das linhas do autor e utilizando o mesmo tipo de caracteres do texto.

V) Citações longas são aquelas que ocupam um grande número de palavras (acima de 40). São também conhecidas por citações diretas ou em bloco, extratos ou excertos. Este tipo de citações não é apresentado entre aspas e deve ser destacado do texto, com um avanço de 1,3 cm à direita da margem esquerda da página de texto e o início não é tabulado.

VI) Grifos devem ser feitos em itálico ou bold; palavras sublinhadas são permitidas em endereços URL, exclusivamente.

VII) Elementos não textuais (tabelas, quadros, gráficos, figuras, mapas e imagens) devem ser inseridos no lugar apropriado do texto, não sendo necessário enviá-los em separado, colocados após sua citação no texto, tão próximo quanto possível, mas de forma que o elemento gráfico e sua legenda fiquem na mesma página;

VIII) Todos os elementos gráficos que não forem do próprio autor, sejam adaptações ou extrações de alguma obra, precisam ter a autoria referenciada na respectiva legenda. Exemplo: Figura 3 – Legenda descritiva (adaptado/extraído de Araujo & Veit (2010, p.2)). A referência completa deve ser listada na seção “Referências” do artigo.

IX) Referências disponíveis na web devem conter o respectivo link para o DOI, se houver, ou para a URL. Deixe os links ativos se o trabalho foi publicado ou lido online.

X) As citações às referências devem ser feitas no formato autor-data, com sobrenome do autor ou nome da instituição/entidade responsável, ano de publicação e tratando-se de uma citação direta, o número da página: (Dias, 2019, p. 65).

XI) No final do artigo deve constar uma lista completa das referências citadas ao longo do texto. Todas a referências contidas nessa lista devem ter sido citadas no texto; devem estar em ordem alfabética e obedecer às demais Normas da American Psychological Association (APA) (2020, 7ª edição).

XII) NÃO indicar com TRAÇO (_____) quando o autor for o mesmo, ou seja, repetir o nome do autor.

XIII) Aqui apresentamos alguns poucos exemplos.

CITAÇÕES DIRETAS:

A citação direta é a transcrição literal do texto, isto é, reproduza fielmente aquilo que foi escrito pelos autores. Indicar autor, ano página. Ressalta-se que NÃO deve existir apropriação do texto sem fazer as devidas menções (citações referências).

Atenção: Use “p.” se constar o trecho em uma página e utilize “pp.” se ocupar mais de uma.


a) Citação direta, de um autor, com até 40 palavras inseridas entre aspas duplas, no meio do texto, o sobrenome sempre deverá se apresentar com a primeira letra maiúscula e as demais minúsculas.

Hugo (2014, p. 80) alega que “o espírito humano está sempre em marcha, ou, se se quiser, em movimento, e as línguas com ele. As coisas são assim. Quando o corpo muda, como não mudaria a roupa?”.

 

b) Citação direta, de um autor, com mais de 40 palavras, recuo de 1,3 do parágrafo da margem esquerda, espaçamento simples entre linhas (1,0), fonte 12, em bloco independente, recuo antes e depois de 2 pontos.

....... frente ao exposto, faz-se importante distinguir a natureza e a arte.
Deve-se, pois, reconhecer, sob pena de absurdo, que o domínio da arte e o da natureza são perfeitamente diferentes. A natureza e a arte são duas coisas, sem o que uma ou a outra não existiria. A arte, além de sua parte ideal, tem uma parte terrestre e positiva. Por mais que faça, está emoldurada entre a gramática e a prosódia, entre Vaugelas e Richelet. Tem, para suas mais caprichosas criações, formas, meios de execução, todo um material para pôr em movimento. Para o gênio, são instrumentos; para a mediocridade, ferramentas. (Hugo, 2014, p. 68)

 

c) Citação direta, de um autor, com mais de 40 palavras, em que há omissão de um trecho no meio do texto, recuo de 1,3 do parágrafo da margem esquerda, espaçamento simples entre linhas (1,0), fonte 12, em bloco independente, recuo antes e depois de 2 pontos, usar reticências com espaços.

A natureza e a arte são duas coisas . . . A arte, além de sua parte ideal, tem uma parte terrestre e positiva. Por mais que faça, está emoldurada entre a gramática e a prosódia, entre Vaugelas e Richelet. Tem, para suas mais caprichosas criações, formas, meios de execução, todo um material para pôr em movimento. (Hugo, 2014, p. 68)

 

d) Citação direta, com dois autores, com até 40 palavras inseridas entre aspas duplas, no meio do texto, o sobrenome sempre deverá se apresentar com a primeira letra maiúscula e as demais minúsculas. Observação: usa-se “e” quando estiver fora dos parênteses, exemplo: “Motta-Roth e Hendges”; porém, dentro dos parênteses, utiliza-se “&”, como: “(Motta-Roth & Hendges)”.

Fora dos parênteses:
Motta-Roth e Hendges (2010, p.65) afirmam que “o artigo é um texto, de aproximadamente 10 palavras, produzido com o objetivo de publicar, em periódicos especializados, os resultados de uma pesquisa desenvolvida sobre um tema específico”.

Dentro dos parênteses:
Com relação ao artigo científico, “esse gênero serve como uma via de comunicação entre pesquisadores, profissionais, professores e alunos de graduação e pós-graduação” (Motta- Roth & Hendges, 2010, p.65).

 

e) Citação direta, de três autores a cinco, com até 40 palavras, citar o sobrenome de todos os autores na primeira citação. Usar “et al.” nas subsequentes. Observação: O “et al.” não é grafado em itálico.

Na primeira citação fora dos parênteses:
Conforme Bortoni-Ricardo, Machado e Castanheira (2013, p. 52): “Ser letrado implica fazer uso competente e frequente da leitura e da escrita no dia a dia. Para tornar-se letrado, é preciso envolver-se nas práticas sociais de leitura e de escrita, ou seja, fazer uso dessas habilidades”.

Na primeira citação dentro dos parênteses:
Para um indivíduo ser considerado letrado, é necessário “fazer uso competente e frequente da leitura e da escrita no dia a dia. Para tornar-se letrado, é preciso envolver-se nas práticas sociais de leitura e de escrita, ou seja, fazer uso dessas habilidades” (Bortoni-Ricardo, Machado & Castanheira, 2013, p. 53).

Nas citações seguintes fora dos parênteses:
Bortoni-Ricardo et al. (2013, p. 52) asseveram que “o indivíduo letrado deve não apenas aprender a ler e a escrever, mas também apropriar-se da escrita, usar socialmente a leitura e a escrita para responder às demandas sociais”.

Nas citações seguintes dentro dos parênteses:
As habilidades de um ser letrado vão além de saber ler e escrever, como “também apropriar-se da escrita, usar socialmente a leitura e a escrita para responder às demandas sociais” (Bortoni-Ricardo et al., 2013, p. 53).

 

f) Em citação direta com seis ou sete autores, indica-se o sobrenome do autor principal e “et al.” na sequência. O “et al.” não é grafado em itálico. Observação: Acrescentam-se todos os autores nas referências.

Fora dos parênteses:
Ford et al. (2003) atestam.....

Dentro dos parênteses:
...................... (Ford et al., 2003).

 

g) Em citação direta com oito ou mais autores, indica-se o sobrenome do autor principal e “et al.” na sequência. O “et al.” não é grafado em itálico.

Fora dos parênteses:
Dula et al. (2014) asseguram.....

Dentro dos parênteses:
...................... (Dula et al., 2014).

 

CITAÇÕES INDIRETAS:

Na citação indireta, reproduzem-se as ideias de outros autores, sem transcrição literal.


a) Citação indireta, de um autor.

Todorov (2011) descreveu as estruturas narrativas como... Consoante a Todorov (2011), as estruturas narrativas são... As estruturas narrativas são descritas... (Todorov, 2011).

 

b) Citação indireta, de dois autores. Observação, usa-se “e” quando estiver fora dos parênteses, exemplo: “Cunha e Cintra”; porém, dentro dos parênteses, utiliza-se “&”, como: “(Cunha & Cintra)”.

Cunha e Cintra (1985) discorrem que o português culto...
De acordo com Cunha e Cintra (1985), a gramática descritiva... A descrição do português culto... (Cunha & Cintra, 1985).

 

c) Citação indireta de três a cinco autores:

Na primeira citação fora dos parênteses:
Nas palavras de Weinreich, Labov e Herzog (1968), a Teoria da Variação e Mudança linguística....

Na primeira citação dentro dos parênteses:
A Teoria da Variação e Mudança linguística consiste em problemas e princípios...
(Weinreich, Labov & Herzog, 1968).

Nas citações seguintes fora dos parênteses:
Weinreich et al. (1968) afirmam que...

Nas citações seguintes dentro dos parênteses:
A questão da Teoria da Variação e Mudança linguística abrange... (Weinreich et al., 1968).

 

d) Em citação indireta com seis ou sete autores, indica-se o sobrenome do autor principal e “et al.” na sequência. Observação: Acrescentam-se todos os autores nas referências. O “et al.” não é grafado em itálico.

Fora dos parênteses:
Sinner et al. (2019) descrevem.....

Dentro dos parênteses:
...................... (Sinner et al., 2019).

 

e) Em citação indireta com oito ou mais autores, indica-se o sobrenome do autor principal e “et al.” na sequência. Observação: Acrescentam-se todos os autores nas referências. O “et al.” não é grafado em itálico.

Fora dos parênteses:
Hayashi et al. (2018) sustentam.....

Dentro dos parênteses:
...................... (Hayashi et al., 2018).


CITAÇÃO DE ENTIDADES (reconhecidas por abreviaturas) como autores:

Primeira citação no texto fora dos parênteses:
Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE, 2005)

Primeira citação no texto dentro dos parênteses:
(Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico [OCDE], 2005)

Citação subsequente fora dos parênteses: OCDE (2005)

Citação subsequente dentro dos parênteses: (OCDE, 2005)

 

CITAÇÃO DE DIVERSOS AUTORES que ratificam mesma ideia:


a) Se houver vários trabalhos que compartilham de mesma ideia, organizá-los por ordem cronológica primeiramente; a ordem alfabética fica para segundo plano.

Receber um Prêmio Nobel de Literatura é a maior honraria que um escritor poderia receber (Paz, 1990; Oe, 1994; Saramago, 1998; Ishiguro, 2017).


CITAÇÃO DE AUTORES COM SOBRENOME IGUAL:

a) Quando houver autores que possuem mesmo sobrenome, colocar as iniciais do nome nas citações do texto.

Fora dos parênteses: H. E. Costa (2003)

Dentro dos parênteses: (H. E. Costa, 2003)

Dois autores, fora dos parênteses: H. E. Costa e Ferreira (2009)

Dois autores, dentro dos parênteses: (H. E. Costa & Ferreira, 2009)


CITAÇÃO DE MESMO AUTOR COM DATAS IGUAIS de publicação:

Carter (2001a) Carter (2001b) Carter (2001c)
(Carter, 2001a, 2001b, 2001c)

 

CITAÇÃO DE MESMO AUTOR COM MÚLTIPLOS TRABALHOS publicados:

Por exemplo: Shapovalov

Fora dos parênteses:
Shapovalov (2017, 2022, 2023) afirma que o tênis...

Dentro dos parênteses:
O tênis é considerado uma modalidade esportiva arduosa por ser individual (Shapovalov, 2017, 2022, 2023).

CITAÇÃO DE SEIS OU MAIS AUTORES COM MÚLTIPLOS TRABALHOS publicados:

Por exemplo: Humbert et al.

Fora dos parênteses:
A arte de estudar piano, conforme a Humbert et al. (2013, 2014, 2019), exige dedicação, esforço e disciplina.

Dentro dos parênteses:
A fim de suceder ao aprender um instrumento, faz-se necessário que haja dedicação, esforço e disciplina (Humbert et al., 2013, 2014, 2019).


CITAÇÃO DE SOBRENOMES CONTENDO PREPOSIÇÕES OU ARTIGOS:

a) Em citações com sobrenomes contendo preposições ou artigos, estes não são inclusos nos elementos textuais, somente no pós-textual (referências).

Por exemplo: da Silva

Fora dos parênteses: Silva (2008)

Dentro dos parênteses: (Silva, 2008)

CITAÇÃO DE SOBRENOMES CONTENDO SUFIXOS Filho, Neto, Sobrinho, Júnior etc.:

a) Em citações com sobrenomes contendo Filho, Neto, Júnior, os sufixos não são inclusos nos elementos textuais, somente no pós-textual (referências).

Por exemplo: Camara Jr.
Citação no texto:

Fora dos parênteses: Camara (2011)...
Dentro dos parênteses: (Camara, 2011)

 

EQUAÇÕES E FÓRMULAS:
Fórmulas e equações aparecem no texto com alinhamento justificado, são enumeradas apenas se tratar de mais de uma.

 x2+2x=15 (1)

x3+3x=15 (2)


MEDIDAS:
Para a inserção de medidas, o periódico adota o padrão do Sistema Internacional de Medidas (SI).

 0.6g.100g-1

 

REFERÊNCIAS (ao final do manuscrito):

As referências devem ser apresentadas em ordem alfabética, fonte Calibri, tamanho 11, alinhamento a esquerda, o espaçamento entre as linhas é simples (1,0), são separadas por 12pt depois e deslocamento na segunda linha de 0,75cm.


Recomenda-se que as referências sejam de trabalhos escritos em língua inglesa. Em caso de publicação bilíngue, usar a referência em inglês.


Preferencialmente, a escolha de bibliografia seja em primeiro lugar por artigos científicos em vez de capítulos de livros, dissertações e teses. Se, entretanto, optar por inserir livros, que se trate da seleção de alguns capítulos e não de obra completa.

Formato de DOIs e URLs

Siga estas diretrizes para formatar DOIs e URLs:

  • Apresente DOIs e URLs como hiperlinks (ou seja, começando com “http:” ou “https:”). Como um hiperlink leva os leitores diretamente ao conteúdo, não é necessário incluir as palavras “Obtido de” ou “Acessado de” antes de um DOI ou URL. É aceitável usar as configurações de exibição padrão para hiperlinks em seu programa de processamento de texto (por exemplo, geralmente fonte azul, sublinhado) ou texto simples que não esteja sublinhado. Deixe os links ativos se o trabalho foi publicado ou lido online. Siga as recomendações atuais da Fundação Internacional DOI para formatar DOIs na lista de referências, que é a seguinte: https://doi.org/xxxx

 

  • Copie e cole o DOI ou URL do seu navegador diretamente na sua lista de referências para evitar erros de transcrição. Não altere a capitalização ou pontuação do DOI ou URL. Não adicione quebras de linha manualmente ao hiperlink; é aceitável se o seu programa de processamento de texto adicionar automaticamente uma quebra ou mover o hiperlink para sua própria linha.

 

  • Não adicione um ponto final após o DOI ou URL, pois isso pode interferir na funcionalidade do link.

 

a) Artigo de periódico com DOI (Digital Object Identifier):

Cunha, L. L. da; Leite, R. L.; Santos, F. D. G. dos; & Pinto, M. F. (2023). Como os medicamentos e a automedicação são abordados nos livros didáticos de biologia?. ACTIO, 8(2), 1-24. https://doi.org/10.3895/actio.v8n2.15333

 

b) Artigo de periódico sem DOI (ou indisponível):

Castiel, L. D., Sanz-Valero, J., & Mei-Cyted, R. (2007). Entre fetichismo e sobrevivência: o artigo científico é uma mercadoria acadêmica? Caderno Saúde Pública, 23(12), 3041-3050. https://www.scielo.br/j/csp/a/vNnyQwvYRTRB3c5H5CSmsHh/abstract/?lang=pt


c) Artigo de revista ou jornal:

Paumgarten, N. (2017, 5 de fevereiro). The second avenue subway is here. The New Yorker, anniversary issue, 1-7.

Deeb, G., Antonos, L., Tack, S., Carrico, C., Laskin, D., & Deeb, J. G. (2017). Is cone- beam computed tomography always necessary for dental implant placement? Journal of Oral and Maxillofacial Surgery, 75(2), 285-289.

Connert, T., Krug, R., Eggmann, F., Emsermann, I., ElAyouti, A., Weiger, R., … Krastl,
G. (2019). Guided endodontics versus conventional access cavity preparation: a comparative study on substance loss using 3-dimensional–printed teeth. Journal of Endodontics, 45(3), 327-331.

 

d) Capítulo de livro:

Fonseca, M. N. S. (2006). Literatura negra, literatura afro-brasileira: como responder a polêmica? In Souza, F., Lima, M. N. (Orgs.), Literatura Afro-Brasileira. Centro de Estudos Afro-Orientais (pp. 9-38). Brasília, DF: Fundação Cultural Palmares

 

e) Obras completas:

Freire, P. (2007). Educ

ação como prática da liberdade. 30. ed. Rio de Janeiro, RJ: Paz e Terra.


f) Teses, Dissertações:

Silva, A. F. G. da. (2004). A Construção do Currículo na Perspectiva Popular Crítica: das falas significativas às práticas contextualizadas. (Tese de Doutorado em Educação), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

 

g) Anais de eventos:

Barbastefano, R. G., & Souza, C. G. (2007, dezembro). Plágio em trabalhos acadêmicos: uma pesquisa com alunos de graduação. Anais do 3.º Encontro Nacional de Engenharia de Produção, Foz do Iguaçu, PR.

 

h) Legislações e Constituições:

Lei n. 9.394, de 11 de novembro de 1996. (1996). Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Brasília, DF. https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  2. Este artigo é decorrente de um trabalho publicado em evento? Se a resposta for afirmativa: Esta informação está indicada na introdução do artigo? O texto foi aprofundado e ampliado?. Deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  3. O arquivo da submissão está em formato docx ou odt.
  4. O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos no MODELO para Formatação dos Artigos a serem submetidos à ACTIO: Docência em Ciências.
  5. Inseriu a CARTA de consentimento e indicação da contribuição de cada autor ao manuscrito, com a assinatura de todos, como documento suplementar. Da mesma forma, assegura que o artigo não viola direitos autorais e que não há plágio no trabalho. Além de pelo menos um dos autores tem o título de doutor.
  6. Foram incluídas no manuscrito pelo menos duas citações de artigos já publicados na ACTIO.
  7. O texto segue a norma padrão da língua portuguesa e foi submetido à revisão linguística. O texto foi referenciado de acordo com a norma mais recente publicada pela American Psychological Association (APA).
  8. O artigo NÃO CONTEM identificação de autor(es).

    Veja alguns vídeos explicativos sobre como retirar a identificação do arquivo:

    https://www.youtube.com/watch?v=cmIIQZe2VyM

    https://www.youtube.com/watch?v=0s8neJa71HM

  9. O Abstract e as KeyWords FORAM TRADUZIDOS por especialista. SEM uso de tradutor automático.
  10. Pedimos para os autores(as) que forem doutores(as), que se cadastrem como Avaliadores da ACTIO, por meio do formulário https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSceC1nSgD8D9H6rnHlY5jD8FFClOEWbWMyGAn_eisjP9DzYFQ/viewform?usp=sf_link
 

Declaração de Direito Autoral

1. Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Creative Commons Attribution License CC-BY 4.0 que permitindo o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria do trabalho e publicação inicial nesta revista.

2. Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

3. Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre).

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

 


ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr