Revista Brasileira de Qualidade de Vida

A Revista Brasileira de Qualidade de Vida (ISSN: 2175-0858) tem como missão possibilitar a difusão do conhecimento através da publicação de pesquisas científicas que contribuam para a área da qualidade de vida e áreas correlatas.

Publica artigos originais, artigos de revisão, resenhas, notas técnicas e entrevistas (português, espanhol e inglês) com periodicidade trimestral e fluxo de submissão e de publicação contínuo.


As condições para que ocorresse a Revolução Industrial foram alicerçadas com descobertas em química, eletricidade e termodinâmica. Novas técnicas de fabricação produziram transformações profundas na vida societária. A concepção paradoxal de trabalho, com elevado custo humano e benefícios proporcionados à sociedade, arraigado nos primórdios do período, contribuíram na conformação um cenário volúvel. As atividades laborais e a vida dos indivíduos, redesenhadas, foram severamente impactadas no tempo presente com a mundialização do capital.

Os avanços atuais da ciência e tecnologia, tal qual na Revolução Industrial, produzirão novos avanços, e também retrocessos. A ciência molecular, a ciência das redes e modelos de simulação baseados em agentes são campos científicos que devem contribuir significativamente no devir. A diversidade é uma característica ímpar dessa sociedade, crescentemente baseada na informação e conhecimento, que é convivente com uma degradação ambiental sem precedentes. A idéia delineada de qualidade de vida é, contraditoriamente, mais próxima e também mais distante.

A Qualidade de vida, aqui entendida como “a percepção do indivíduo de sua posição na vida, no contexto da cultura e sistema de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações” (WHOQOL GROUP, 1998), é abalizada por variáveis complexas determinadas pela percepção individual.

Dentro do atual ambiente acadêmico, a transmutação do trabalho, a despeito dos impressionantes avanços tecnológicos que vem ocorrendo e sofisticados métodos e instrumentos de trabalho que o teste do tempo mostrou não ter servido para libertar as pessoas do fardo mecânico e de sua coisificação ou mesmo para ampliar o tempo de não-trabalho, por múltiplos vieses, vem sendo sistematicamente discutido na mencionada perspectiva da qualidade de vida.

A Revista Brasileira de Qualidade de Vida, tendo como pano de fundo o cenário tracejado, nasce como um espaço multidisciplinar, destinado a discussão de um fenômeno pluridimensional abordado em diferentes áreas de forma dessemelhante. Privilegia-se, neste espaço aberto para pesquisadores, a produção acadêmica de natureza aplicada, com características descritivas ou explicativas, assentada em base teórico-conceitual com contribuições originais.

Luiz Alberto Pilatti.

Notícias

 
Nenhuma notícia publicada.
 
Outras notícias...

v. 9, n. 1 (2017)

Sumário

Artigos originais

Bruna Waltrin Padilha, Aline Cristina Carrasco, Aline Cristiane Binda, Andersom Ricardo Fréz, Cíntia Raquel Bim
PDF
Jéssica Aparecida Horchuliki, Daniele Parisotto Antoniassi, Claudiana Renata Chiarello, Tainá Ribas Mélo
PDF
Ana Paula Freitas, Patrícia Vogel, Patrícia Fassina, Fernanda Scherer Adami
PDF


ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr