Um estudo sobre os potenciais formativos de cursos de licenciatura em Física do Estado de Minas Gerais

Roberto Nardi, Beatriz Salemme Corrêa Cortela, José Roberto Tagliati

Resumo


Este estudo procurou analisar os cursos de graduação em Física do Estado de Minas Gerais, Brasil, buscando evidenciar o potencial formativo daqueles que oferecem a modalidade licenciatura e, portanto, formam professores de Física. Investigou-se estes cursos em nove instituições, correlacionando configurações curriculares e formação docente, buscando evidenciar fatores que pudessem caracterizar melhor o potencial formativo das configurações estudadas. Os dados constituídos foram oriundos da análise dos textos de projetos pedagógicos dos cursos, de entrevistas presenciais realizadas com coordenadores e membros dos colegiados de curso e consultas a documentos da legislação educacional, bem como aportes teóricos afins. Constatações como equívocos de interpretação do que seja a prática como componente curricular, ou ausências nos trabalhos de conclusão de curso de temas relacionados ao ensino, apontam para a manutenção, na maioria dos cursos estudados, de um quadro histórico de influência ou domínio dos bacharelados, ocasionando insuficientes estratégias efetivas de formação dos futuros professores de Física. 


Palavras-chave


ensino de Física; formação inicial de professores; currículo

Texto completo:

PDF


DOI: 10.3895/rbect.v11n2.8472

Direitos autorais 2018 CC-BY

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr