Gestão e tecnologia em engenhos produtores de cachaça no brejo da Paraíba-Brasil

Maria de Fatima Martins, Nicole Cavalcanti Silva, Raquel Andrade de Barros Ouriques, Gesinaldo Ataíde Cândido

Resumo


Os Engenhos do Brejo Paraibano destacam-se na produção da cachaça de alambique. Nesses termos, o estudo objetiva analisar a gestão e tecnologias utilizadas pelas empresas produtoras de cachaça no brejo da Paraíba, a partir da agenda estratégica do setor 2010-2015. Caracteriza-se como pesquisa descritiva, exploratória e quali-quantitativa. O universo constituído pelos 12 Engenhos ativos dos Municípios de Areia, Alagoa Nova e Alagoa Grande, com uma amostra de 10 empresas. Os dados foram coletados mediante entrevista com proprietários/responsáveis pelos engenhos, a partir de formulário elaborado com base na Agenda Estratégica para o Setor de Cachaça 2010–2015 definida pelo MAPA (2011). Os resultados evidenciam que a gestão da qualidade é uma prioridade dos engenhos e que a incorporação de tecnologias e inovações fazem parte das perspectivas futuras das empresas, destacando-se a ausência de investimentos em P&D, bem como a falta de cooperativismo e parcerias como entraves para o crescimento do setor.


Palavras-chave


Gestão; Tecnologia; Cachaça.

Texto completo:

PDF


DOI: 10.3895/gi.v14n3.7490

Direitos autorais 2018 CC-BY

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN: 1808-0448
ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr