Qualidade de vida social de idosas praticantes de hidroginástica

Isabela Helena Boffi, Ana Luiza Barbosa Anversa, Mateus Dias Antunes, José Roberto Andrade do Nascimento Júnior, Daniel Vicentini de Oliveira

Resumo


OBJETIVO: Analisar a qualidade de vida nas relações sociais e na participação social de idosas praticantes de hidroginástica.

MÉTODOS: Trata-se de um estudo observacional e transversal, realizado com 50 idosas praticantes de hidroginástica de uma academia da cidade de Maringá/PR, com média de idade de 70,0±7,29 anos. Foram utilizadas as questões do domínio relações sociais do WHOQOL-Bref e da faceta de participação social do WHOQOL-OLD. A comparação da qualidade de vida na participação social e nas relações sociais de acordo com as variáveis sociodemográficas, de saúde e de prática do exercício foi efetuada por meio do teste U de Mann-Whitney. Foi adotada a significância de p≤0,05.

RESULTADOS: Verificou-se que a qualidade de vida nas relações sociais e na participação social as idosas apresentam índices positivos, tendo diferença significativa apenas em relação ao estado civil, uma vez que as idosas com companheiro apresentaram maiores índices de socialização quando comparada com as sem companheiro (p≤ 0,05).

CONCLUSÕES: É boa a qualidade de vida social das idosas praticantes de hidroginástica avaliadas, e o estado civil pode ser um fator que reflete nesta qualidade.


Palavras-chave


Envelhecimento; Exercício físico; Socialização; Qualidade de vida.

Texto completo:

PDF


DOI: 10.3895/rbqv.v11n2.9412

Direitos autorais 2019 CC-BY

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr