A (in)satisfação da imagem corporal e aptidão física em escolares do primeiro ciclo estudantil

Vinicius Machado de Oliveira, Marcos Roberto Brasil, Deoclecio Rocco Gruppi, Schelyne Ribas da Silva

Resumo


OBJETIVO: Verificar os níveis de aptidão física e a percepção da imagem corporal em escolares, investigando se existe possíveis associações entre essas variáveis.

MÉTODOS: Participaram do estudo 364 escolares das séries iniciais do ensino fundamental, de ambos os sexos (9,20 anos ±0,82). Para a verificação da aptidão física foi utilizado a bateria de testes Projeto Esporte Brasil (PROESP-BR) e para o inquérito da imagem corporal a escala de silhuetas para crianças. Os resultados foram descritos em mediana, intervalo interquartil, frequência absoluta e relativa, sendo analisados pelos testes de Mann-Whitney para amostras independentes e associação de qui-quadrado.

RESULTADOS: Os dados indicaram baixa aptidão física, tanto para o contexto de saúde como para o desempenho motor em ambos os sexos. A percepção da imagem corporal revelou que a maioria das crianças está insatisfeita por excesso de peso. Todavia, quando isso é relativizado por sexo, os meninos desejam engordar e as meninas emagrecer. Foram verificadas associações significativas entre a imagem corporal com índice de massa corporal (IMC), resistência muscular localizada e aptidão cardiorrespiratória.

CONCLUSÕES: Escolares da rede pública das séries iniciais do ensino fundamental podem apresentar quadros de insuficiência na aptidão física e insatisfação com a imagem corporal, estando essas variáveis associadas ou não.


Palavras-chave


Aptidão física; Estado nutricional; Imagem corporal

Texto completo:

PDF


DOI: 10.3895/rbqv.v9n2.5257

Direitos autorais 2017 CC-BY

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr