Diferenciação de commodities na cadeia de fornecimento automotiva

Adriana Paula Ewerling, Izabela Regina Costa Araujo

Resumo


O objetivo deste trabalho é investigar a aplicação das estratégias de negócio e do marketing B2C aos fornecimentos B2B de produtos chamados commodities. No mercado automotivo, além das commodities padrão como aço e plástico, existem as “peças commodities”, que são a industrialização de um projeto padrão, geralmente definido pelas montadoras. Os fornecedores habilitados para fazer uma proposta de fornecimento já começam de um ponto avançado de diferenciação de negócio e de produto. Para entrar nesta restrita lista, as empresas devem começar por ter as comprovações de que trabalham nos altos níveis internacionalmente exigidos de qualidade, capacidades de pesquisa e desenvolvimento de novos produtos, saúde financeira, efetividade produtiva, entre vários outros. Então, a escolha do fornecedor é feita com base no preço, por uma lista ordenada de menores para maiores, na qual a única diferenciação e critério de escolha é o preço. Desta forma, este artigo trata da investigação sobre a mudança de critério de escolha e aplicação de outros fatores de diferenciação nestas relações de fornecimento.

Palavras-chave: Marketing B2B; Diferenciação; Indústria Automotiva.


Palavras-chave


Marketing B2B; Diferenciação; Indústria Automotiva.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 CC-BY-NC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 
ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr