A busca pelo “novo” frente à semiótica: signo, subjetividade, projeção e representação

Tiago Signorini, Marlene Magnoni Bortoli

Resumo


A comunicação é o ato pelo qual, dentre outros, ganhamos conhecimentos e vivências práticas sobre a mesma. O ato de comunicar-se traz consigo uma gama de elementos, os quais quase sempre estão ocultos no processo. A formação de um novo olhar e um direcionamento para o mesmo são uns dos grandes objetivos que a comunicação estabelece entre o comunicador e aquilo que comunica-se à ele. Ao afirmar que tudo é signo, remetemos ao contexto que tudo que possui um elemento visual, gráfico ou sonoro é passível de comunicar-se a um segundo elemento o qual pretende por hora extrair o que o signo representa. Este trabalho procurou mostrar as formas com as quais os signos são elementos de comunicação e os processos que os mesmos realizam no ato da comunicação para com o receptor. Como método para a formação e direcionamento de um novo olhar, em sala de aula ou não, o videoclipe é caracterizado como uma ferramenta de fácil acesso e amplamente compreensível no uso e na formação de uma semiose direcionada a um público e a um assunto abordado.


Palavras-chave


Comunicação; Semiose; Método; Videoclipe.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 CC-BY-NC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 
ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr