Intertextualidade entre o filme “Cyrano de Bergerac” de Jean-Paul Rappeneau e a obra de Pedro Bandeira “A marca de uma lágrima”

Ivânia Márcia Bottega, Nelson dos Santos

Resumo


Este artigo teve como objetivo conhecer e compreender, de maneira mais aprofundada, o fenômeno da intertextualidade que se caracteriza pela criação de um texto a partir de outro já existente. Dessa forma, foi realizado um estudo comparativo entre as obras “A marca de uma lágrima”, escrita por Pedro Bandeira, e o filme francês “Cyrano de Bergerac”, cuja reedição foi lançada na década de 90, tendo como inspiração uma peça de teatro encenada pela primeira vez em 1897. Como metodologia, realizou-se, inicialmente, uma pesquisa bibliográfica almejando definir a intertextualidade e sua importância no processo educacional e, posteriormente, uma de campo com alunos matriculados em uma turma de 9° ano do Ensino Fundamental de uma escola pública localizada na cidade de Foz do Iguaçu, PR.


Palavras-chave


Intertextualidade; Aprendizagem; Pedro Bandeira; Cyrano de Bergerac.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 CC-BY-NC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 
ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr