Cursos de tecnologia: formação a serviço do capitalismo?

Marinês Augusta Gnoatto

Resumo


Em épocas de inumeráveis inovações tecnológicas, em que o modo de trabalho sofre mudanças, tanto os setores produtivos como as Instituições de Ensino sofrem as consequências dessas transformações. Tornaram-se mais aparentes e significativas devido a globalização, a competitividade, as inovações tecnológicas que vem ocorrendo no mundo capitalista. Todas estas variáveis acarretam alterações no setor produtivo e, consequentemente, exigem profissionais com formação específica na área de atuação. Neste contexto, as Instituições de Ensino buscam apoio e se ajustam às Políticas Públicas de incentivo a educação em diferentes níveis de educação, para formar profissionais capacitados para o mercado em desenvolvimento. As Instituições Públicas vem se reestruturando para atender às demandas do setor produtivo. Este estudo busca apresentar como os Cursos Superiores de Tecnologia estão formando os estudantes: para quê? e, para quem? Formam estes profissionais.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 CC-BY-NC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 
ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr