Avaliação da utilização de microscopia como ferramenta de identificação dos fungos Lecanicillium fungicola e Agaricus bisporus

Lundoi Tobias Lee, Tatiana Silveira Junqueira de Moraes, Cibelli Paula de Castro, Eustáquio Souza Dias

Resumo


Após a invenção do microscópio, foi possível estudar microrganismos e conhecer a ultraestrutura de fungos, além de auxiliar entender alguns aspectos do desenvolvimento celular e taxonômico, compreender os processos de disseminação e interações patógenos-hospedeiros. O cogumelo Agaricus bisporus, popularmente conhecido como champignon, é um dos cogumelos mais consumidos no mundo. Uma das principais doenças que acometem esse cogumelo é a doença da bolha seca, causada pelo fungo Lecanicillium fungicola. O objetivo desse estudo é avaliar a utilização da microscopia como ferramenta de identificação dos fungos A. bisporus e L. fungicola. Os resultados obtidos demonstraram que tanto a microscopia óptica como a microscopia eletrônica de varredura são ferramentas de grande potencial, porém não são suficientes para identificar com precisão as espécies, sendo necessária a adição de outras técnicas de identificação, como o sequenciamento genético e analise de filogenia, utilizadas nesse trabalho para identificação e confirmação.


Palavras-chave


champignon; doença da bolha seca; MEV.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 CC-BY-NC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 
ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr