Principais desafios no diálogo entre academia e população: uma abordagem com base nos artigos publicados na última década no Brasil

Lázaro Araújo Santos, Ana Marta Araújo Santos

Resumo


Vivemos numa sociedade imersa em ciências e tecnologia, onde quase ninguém sabe nada sobre ambas. Muito desse desconhecimento se deve, dentre outras coisas, a distância existente entre a academia e a população. Essa distância colabora para que falsa notícias tomem grandes proporções e/ou uma onda de negacionismo, tal como a que nos encontramos hoje, se alastre. Dessa forma, o objetivo desse trabalho é apontar quais são, com base na literatura publicada nos últimos dez anos, os principais motivos que corroboram para a existência do distanciamento entre o que se é feito na academia e como a população, no geral, acaba compreendendo o fazer acadêmico. Para tanto, realizamos uma busca bibliográfica, sendo encontrado cinco principais motivos relacionados a desvalorização do cientista, são eles: a falta de projetos de extensão e divulgação cientifica, escassez de trabalhos relacionados a alfabetização científica e deficiência na formação inicial dos futuros pesquisadores, dessa forma é possível perceber que os motivos para o estabelecimento do diálogo entre ciências e população não ocorra, possui inúmeras vertentes, sendo, por isso, necessária uma ação conjunta e organizada de governantes e acadêmicos a fim de tornamos a ciências mais próxima das pessoas. 


Palavras-chave


CIÊNCIAS; DIVULGAÇÃO; SOCIEDADE

Texto completo:

15047

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 CC-BY-NC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 
ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr