Gênero e diversidade para além da escola: avanços e desafios da política pública

Renata de Fátima Tozetti, Marcos Claudio Signorelli, Daniel Canavese de Oliveira

Resumo


As políticas públicas educacionais em gênero e diversidade estão cada vez mais alinhadas à seara dos direitos humanos. O curso Gênero e Diversidade na Escola (GDE) é uma dessas políticas que preparam profissionais de educação nas temáticas de gênero, sexualidade, orientação sexual e relações étnico-raciais. Este artigo objetivou analisar como essa política pública impactou nas atividades, na profissão e na vida dos egressos do curso ofertado pela Universidade Federal do Paraná entre os anos de 2013-2014. Utilizou-se a abordagem quantitativa como método, por meio de formulário eletrônico aplicado com 69 participantes, envolvendo a Escala de Likert e estudo temporal follow-up de dois anos após a conclusão do curso. Os resultados apontaram que: a) 72,4% (n=50) tiveram a oportunidade de abordar a temática em círculos de amigos e conhecidos; b) 56,5% (n=39) voltaram a trabalhar o conteúdo do GDE no cotidiano escolar ou no local de trabalho; c) 49,3% (n=34) não sentiram constrangimento ao tratar sobre o tema em diferentes espaços da sociedade; d); 49,3% (n=34) acreditam que sua constituição enquanto ser humano recebeu impactos do GDE; e) 43,5% (n=30) sentiram-se preparados para falar sobre o tema após dois anos. A importância da manutenção de políticas públicas como essa é um passo decisivo para sua potencialização, evitando o desmonte político desta estratégia.


Palavras-chave


Gênero e Diversidade; Escola; Política Pública.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 CC-BY-NC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.
ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr