A disponibilidade para as carreiras nas áreas de ciências biológicas e saúde das egressas do programa de vocação científica da Fundação Oswaldo Cruz

Bruna Navarone Santos, Ana Tereza Pinto Filipecki, Cristiane Nogueira Braga, Isabela Cabral Félix de Sousa

Resumo


O Programa de Vocação Científica (Provoc), primeira estratégia de Iniciação Científica no Ensino Médio no Brasil, recebe jovens nos laboratórios de pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para participar de atividades científicas. Há uma predominância feminina nos trinta anos deste programa. Isto se dá numa instituição dedicada à saúde pública brasileira que atrai mais mulheres. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas de 2007 a 2010 com vinte e três moças e nove rapazes para conhecer mais sobre os/as egressos/as do Provoc. Neste estudo, investigamos se as escolhas e trajetórias acadêmicas e profissionais dos/as egressos/as do Provoc estão relacionadas à escolaridade dos pais, favorecendo a permanência. Também analisamos se as relações de gênero influenciam as escolhas por áreas acadêmicas consideradas femininas. No final, concluímos que moças mais do que os rapazes tinham perfis profissionais ligados às áreas de Ciências Biológicas e de Saúde. 

Palavras-chave


egressos; ensino médio;iniciação científica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 CC-BY-NC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.
ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr